Sustentabilidade Mai 17, 2013 Crédito: Portal RVA

Passo do Sobrado é contemplado com programa para fomentar sustentabilidade nas pequenas propriedades

Técnicos da Emater irão disseminar práticas de manejo sustentável do solo, da água e dos insumos

-

Nesta quinta-feira, o prefeito Caio Baierle, juntamente com a engenheira agrônoma da Emater, Marinês Bock, o secretário de agricultura de Passo do Sobrado, Dari de Borba, receberam a confirmação de que o municipio foi inserido no programa de Assistência Técnica e Extensão Rural, o Ater, com foco na sustentabilidade.

Serão 240 famílias contempladas, em um programa que irá fomentar, junto as propriedades, novas técnicas de manejo e produção dos mais diversos produtos. Três técnicos da Emater irão disseminar práticas de manejo sustentável do solo, da água e dos insumos, favorecendo também a aplicação de novas culturas, dentro de um programa de diversificação.

A iniciativa irá começar no mês de julho, com o levantamento das famílias que poderão participar do programa e quais as principais demandas da comunidade a ser atendida. Esta primeira etapa será realizada por técnicos do serviço de extensão rural. Hoje em Passo do Sobrado são 1.300 famílias rurais, porém a exigência para participar do programa é possuir Declaração de Aptidão ao Pronaf.

Os levantamentos também serão realizados em parceira com a secretaria de desenvolvimento social, entidades sindicais e agentes de saúde. Após os primeiros levantamentos, as 240 famílias serão escolhidas, respeitando a regra de que 30% dos envolvidos na iniciativa serão mulheres e jovens rurais.

Baierle afirma que o número de participantes pode aumentar se houver necessidade, chegando a 300 no máximo. Programas de diversificação em Passo do Sobrado eram um anseio da população. Com o Ater Sustentabilidade será possível estimular a produção rural familiar respeitando aspectos ambientais. As famílias serão selecionadas ainda no mês de junho e o programa será colocado em prática em julho, e ocorrerá até o primeiro semestre de 2016.

O Ater Sustentabilidade foi lançado em 2012 pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, no Rio Grande do Sul a Emater será responsável pelo desenvolvimento das ações. O programa tem por objetivo constituir-se como um processo gradual de mudança nos agroecossistemas facilitando o desenvolvimento de estilos de agriculturas mais sustentáveis, considerando as dimensões sociais de cada região. Em todo o Rio Grande do Sul serão envolvidas 20.500 famílias.

c