Venâncio Aires Jul 29, 2017 Crédito: Bruna Cunha

Jovem venâncio-airense aposta na produção de alimentos orgânicos para ter sustentabilidade no campo

Bruna Richter Eichler segue os passos dos pais na agricultura em propriedade em Linha Andreas

- Foto: Arquivo Pessoal / Facebook

Esta semana é marcada por homenagens a produtores rurais. Na última terça-feira, dia 25, foi comemorado o Dia do Colono. Já nesta sexta-feira, dia 28, é lembrado o Dia do Agricultor. E a presença das mulheres na agricultura familiar tem se destacado a cada ano, com o reconhecimento da importância do gênero na dinâmica das áreas rurais.

O protagonismo das mulheres no desenvolvimento de uma agricultura familiar sustentável ocorre graças a exemplos como o de Bruna Richter Eichler. Com 18 anos a jovem, que também foi eleita Garota Teuto-brasileira 2017, quer seguir os passos dos pais no meio rural. Bruna concluiu o ensino médio, ano passado na Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc). Com a influência da instituição escolheu apostar na produção de alimentos orgânicos.

A jovem vive no interior do município, em Linha Andréas, com os pais em uma área com cerca de 20 hectares e deixa claro que faz tudo pelo amor à agricultura. Bruna destaca que foi muito importante a experiência que adquiriu devido ao título de Garota Teuto-Brasileira, e lembra também, que há vários obstáculos para enfrentar, ainda mais sendo mulher no meio da agricultura.

A mulher, que na maioria das vezes é taxada como “sexo frágil”, mostra-se importante para o fortalecimento da agricultura familiar. A cada dia, mais as mulheres estão provando que são parte essencial da transformação que visa o desenvolvimento no campo. Elas vencem tabus e buscam independência para continuar a incentivar a sustentabilidade no meio rural.

c