Festa do Chimarrão Mai 16, 2016 Crédito: Governo do Rio Grande do Sul

Fenachim movimenta 1,5 milhão em negócios com 262 expositores

Sartori foi recebido pelo prefeito Airton Artus e pelo presidente da Fenachim, Luiz Paulo Assmann

- Foto: Felipe Silveira / RVA

O governador José Ivo Sartori esteve no município de Venâncio Aires neste domingo (15) para acompanhar o encerramento das atividades alusivas aos 30 anos da Festa Nacional do Chimarrão (Fenachim). A feira, que iniciou no último dia 5, reuniu 262 expositores e movimentou R$ 1,5 milhão em negócios, de acordo com os organizadores.

Sartori foi recebido pelo prefeito Airton Artus e pelo presidente da Fenachim, Luiz Paulo Assmann. Acompanhado pela primeira-dama Maria Helena, o governador visitou estandes, conversou com lideranças locais e atendeu a imprensa regional. Ao comentar a situação financeira do Estado, o governador destacou que, ao lado de sua equipe, está agindo com austeridade desde o início do governo. "Conquistamos avanços importantes como a aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, da Previdência Complementar, a dos Desmanches e, mais recentemente, a que se refere às concessões. São pontos que terão um reflexo muito positivo para o futuro do nosso estado.”

Histórico

A Fenachim nasceu como um evento municipal no início dos anos 1980, instituída pela lei 666, de 6 de maio de 1970. Naquela época, pretendia-se realizar a feira de quatro em quatro anos. Porém, apenas duas edições ocorreram: em 1971 e 1976. Uma década depois, surgiu a Festa Nacional do Chimarrão, realizada a cada dois anos, atraindo em média 150 mil pessoas

c